PFMO “OSAN POVU NIAN, JERE HO DIA´K” entrega computadores à PCIC

PFMO “OSAN POVU NIAN, JERE HO DIA´K” entrega computadores à PCIC

Hoje, 18 de setembro, a União Europeia e o Camões, IP, representadas pelos Embaixadores da União Europeia e de Portugal, entregaram 5 computadores portáteis de um pacote de seis, à Polícia Científica de Investigação Criminal (PCIC), na sede em Caicoli, Díli.

Este apoio insere-se num programa mais vasto de reforço da capacitação da PCIC e dos seus investigadores quanto às suas competências, designadamente nas áreas da informação e da cooperação policial internacional, do Laboratório de Polícia Científica e da investigação da criminalidade económica e financeira, crime informático e branqueamento de capitais.

A PCIC é um parceiro fundamental do PFMO. A sua orgânica e as suas competências genéricas de investigação da criminalidade complexa, organizada e transnacional, bem como a sua criação como órgão de polícia criminal de coadjuvação do Ministério Público no exercício da ação penal, consagram esta instituição como a polícia judiciária de Timor-Leste. Sendo a sua criação muito recente, em 2014, o apoio à sua consolidação no que respeita à formação dos seus quadros e investigadores, constitui um dos objetivos e prioridades deste projeto.

Para além da presença do Embaixador da União Europeia, Andrew Jacobs, do embaixador de Portugal, José Pedro Machado Vieira, a cerimónia de entrega contou com a presença do Diretor Nacional da PCIC, Vicente Fernandes e Brito, o Gestor de Área de Criminalidade Económica e Financeira, Manuel Santos e o Coordenador Adjunto, Horácio Henriques, entre outros dirigentes.

No discurso de boas vindas, o Diretor Nacional da PCIC frisou que com o apoio do PFMO se poderá “capacitar a PCIC com as condições necessárias e essenciais para a prestação do serviço público”.

Na sua intervenção o Embaixador da União Europeia afirmou que “é um prazer poder fornecer equipamentos eletrónicos à PCIC, para a formação forense, que ajudarão o Laboratório da Polícia Científica nas áreas de recolha de provas acervos modernos e obtenção de evidências” e sublinhou que “a Polícia Científica (a PCIC) é um parceiro chave do Gestão e Supervisão das Finanças Públicas (do PFMO) para o sucesso da implementação dos programas que a União Europeia  tem apoiado no âmbito  da luta ao crime económico, financeiro e crime organizado em Timor-Leste”.

Por sua vez, o Embaixador de Portugal referiu que desde a criação da PCIC em 2014 “tem existido uma estreita colaboração entre a PCIC e Portugal, designadamente através da Polícia Judiciária ao abrigo do protocolo de cooperação entre os Ministérios da Justiça de Portugal e Timor-Leste” e acrescentou que “para permitir a frequência da formação complementar administrada pelo Instituto da Polícia Judiciária, quer por outros parceiros, que o PFMO entrega hoje 5 computadores portáteis à PCIC”.