O PFMO OSAN POVU NIAN, JERE HO DI’AK realiza a cerimónia de encerramento e entrega de certificados aos formandos da PCIC e da CAC

O PFMO OSAN POVU NIAN, JERE HO DI’AK realiza a cerimónia de encerramento e entrega de certificados aos formandos da PCIC e da CAC

Hoje, dia 18 de novembro, o projeto PFMO-Componente 2 “OSAN POVU NIAN, JERE HO DI’AK certificou 71 funcionários da Polícia Científica de Investigação Criminal (PCIC) e da Comissão Anticorrupção (CAC) na sessão de encerramento do “Curso de Prevenção Criminal e Investigação Criminal I”, na sala Suai do Hotel Timor Plaza. Este Curso dividiu-se em três módulos com os seguintes temas “Metodologias de Investigação Criminal”, “Ética e Deontologia Policial/ Sigilo Profissional” e “Prevenção Criminal e Medidas Cautelares e de Polícia”, que está inserido na “Área do Crime Económico e Financeiro”.


O PFMO – C2 OSAN POVU NIAN, JERE HO DI’AK é um projeto cofinanciado pela União Europeia, no valor de 12 milhões de euros e pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua Portuguesa, no valor de 600 mil euros e tem por objetivo reforçar o planeamento, a gestão, a auditoria, a monitoria, a responsabilização e a supervisão do uso das finanças públicas em Timor-Leste, para uma melhor prestação de serviços públicos.             

A cerimónia de encerramento e entrega de certificados aos formandos contou com a presença do Embaixador de Portugal, José Pedro Machado Vieira, do Embaixador da União Europeia, Andrew Jacobs, do Diretor Nacional da PCIC, Dr.Vicente Fernandes e Brito, do Comissário da CAC, Dr.Sérgio Hornai, do Adjunto do Procurador-Geral da República, Dr. Alfonso Lopes, dos dois formadores do Curso, Manuel Santos e Carlos Costa, do Coordenador Geral do Projeto PFMO-Componente 2 OSAN POVU NIAN, JERE HO DI’AK, Rui Dinis.

Na sua intervenção o Diretor Nacional da PCIC referiu também a importância do complemento do ensino da Língua Portuguesa “o manual de Língua Portuguesa apresentado pelo projeto PFMO é um instrumento de trabalho muito importante para o desenvolvimento da consolidação da Língua para os profissionais da PCIC”.

Por sua vez o Comissário da CAC disse que “a formação que hoje termina proporcionou a partilha de conhecimentos, que são necessários para os nossos especialistas aperfeiçoarem os seus conhecimentos”.

O Embaixador da União Europeia, Andrew Jacob reforçou que “Para nós, um elemento-chave desta reforma é ter um sistema judiciário confiável que garanta uma total transparência e prestação de contas no uso dos recursos públicos. Por isso, a Polícia Científica e de Investigação Criminal e a Comissão Anti-Corrupção, terão melhores condições para garantir que os fundos públicos serão utilizados de acordo com os regulamentos exigidos.”

Já o Embaixador de Portugal, José Pedro Machado Vieira felicitou os formandos e todos os participantes da CAC e da PCIC, pelo esforço e intensa participação neste Curso, bem como agradecer a sua organização pelo PFMO, em conjunto com os Parceiros, PCIC e CAC - num tempo em que nem sempre é fácil reunir as condições ideais para trabalhar neste tipo de atividades, mas que a disponibilidade e o contributo dos Parceiros, dos seus dirigentes e dos formadores, permitiram ultrapassar, uma vez mais, as dificuldades encontradas."

Este curso foi ministrado em conjunto pelo Dr. Carlos Costa, assessor internacional da PCIC e pelo Gestor de Área de Criminalidade Económica e Financeira, Dr. Manuel Santos. Tendo os três seminários complementares sido apresentados pelo Juíz Desembargador, Dr. Alexandre Baptista Coelho, pelo Procurador, Dr. Evandro de Carvalho e pelo Inspetor-Chefe da Polícia Judiciária de Portugal, Dr. Rui Santos.